quem vem "prosar" comigo

OBRIGADO PELA VOSSA VISITINHA

O meu mundo perfeito entre os tachos e as panelas, as formas e os tabuleiros, os cheiros das especiarias e as receitas acabadinhas de fazer, o despertar de novos sabores a busca de novos conhecimentos, a partilha do que sei com a aprendizagem do que nao sei...

Sei que nao vou agradar a todos, mas a quem agradar pode entrar, sentar-se um pouco, sentir o cheirinho do cfé acabado de fazer e o borbulhar da agua fervente para um cha aromatizado a gosto.

Sirvam-se de uma fatia de bolo, de uma bolachinha, de um paozinho, de um queque, uma queijada... o que quiserem... fiquem para o almoço ou para o jantar.

Ha sempre o carinho de uma conversa, e na despedida, espero que nos vossos rostos va estampado um sorriso porque encontraram algo que vos agradou!!!

Obrigado!!!





sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Caldeira

Hoje de manha estavamos umas 4 doentinhas sentadas nos jardins aqui dos HUC, e relembravamos a historia dos frangos a voar por tudo quanto era sitio, e o saborzinho daquele franguinho com natas, quando a nossa voz foi interrompida pelo estridente som de alguem que dizia:

-"Olha o peiiiiiiiiiiiiiixe frequinho!!!"



Olhaaaaaaaaaaaaaaa o atum ainda com sangue na guelra!!!



Olhaaaaaaaaaa a espada ainda de barbatana a abanar..."




Entreolhamo-nos, que fazia uma varina nos HUC???



Levantamo-nos e fomos ver o que trazia a varina no seu cestinho..., entre, realmente mtos peixes, todos eles de aparencia maravilhosa, houve um que nos despertou a atençao:



Discutimos calorosamente, porque umas queriam trazer este peixinho de aspecto suculento... dividimos a conta entre todas e lá trouxemos o sucolento peixe-homem, 1 atum e 1 peixe espada...!!!

Mas agora estao a ver a saga que foi entrar dentro do hospital com o peixe, ainda por cima alem do cheiro a peixe tinhamos o peixe homem que assutava toda a gente que se cruzava no nosso caminho, eram berros, desmaios, histerimos dentro da subida para o internamento que quase nao havia medicos e enfermeiros que chegassem para tratar e cuidar de tanta gente....



Foi tal a confusao que nós conseguimos escapulir sem que nos deitassem as culpas de tamanha confusao que ali se tinha gerado...

Perguntamo-nos o que fariamos com peixinho tao delicioso, ora.. eu juro que aquele peixinho homem, tao parecido com o david beckman, nao merecia ser cozinhado, ainda por cima agora que está a pouco tempo de ser papa de uma menina... Nao, nao podiamos fazer tal maldade á Victoria, e sem mais despejamo-lo pela sanita abaixo de onde ele encontrou o caminho directo ao mar da Figueira da Foz e de lá para a America, de onde ja nos ligou a dizer que tinha chegado bem... Escusado será dizer que quando fomos chamadas ao telefone aqui do piso e ouvimos a voz da victoria e do david backman caimos redondas no chao, sem ninguem entender nada do que se estava a passar!



Ora ainda tinhamos em nosso poder o belo do peixinho espada e do atumzinho fresco... que vamos fazer daqui????

Lembrei-me de uma receita tipica da Ilha da Madeira chamada Caldeira, nem é tarde nem é cedo... Na hora do almoço todas fingimos estar a dormir e quando acabou o horario do almoço e começou o das visitas, escapulimo-nos para o piso da cozinha, amanhamos o peixinho e começou a preparaçao de mais uma paparoca para nós:



INGREDIENTES:

700 gr de atum fresco ou peixe espada

2 cebolas

2 dentes de alho

2 tomates maduros

1 raminho de salsa

1 colherzinha de café de pimenta moida, colorau e caril, tudo misturado

700 gr de batatas

3 cenouras

2 colheres de sopa de azeite

1 chavena de cha de arroz



PREPARAÇAO:

Numa panela faça o refogado com as cebolas e os alhos picados, os tomates limpos de peles e sementes e a mistura das especiarias.

Quando a cebola estiver macia adicione 1,5L de agua a ferver, adicione as batatas e as cenouras cortadas em quartos e deixe cozer por 10 minutos.

Findo esse tempo adicione o arroz e o peixe, tape e deixe cozer o peixe lentamente.

Quando o peixe estiver cozido, retire da panela e desfie-o, limpando de peles e espinhas, adicione novamente ao cozinhado, polvilhe com a salsa picada e sirva bem quentinho.



Esta receita é tipica da Madeira e foi realizada pela minha sempre grande amiga Odilia, creio que a caldeira será mais ou menos uma sopa da pedra aqui de portugal continental, so que em vez de carne leva peixe e nao leva o feijao nem a hortaliça!!!

Beijinhos

4 comentários:

paula MARIANA disse...

Só tu para me fazeres rir e aquele peixinho também me deixou a salivar hehehe, que grande peixeirada, a que horas é aí a hora da visita a ver se ainda apanho a Varina e aproveito deixo-te uma grande beijoka e por falar nisso quando tiras o rabinho aí da cama amiga???nAcho que queres é boa vida e nós aqui à espera das tuas receitinhas feitas por ti, sim que a pobre da Odília acho que está a precisar de folga tadita hehehe, beijoka para ela também.

Bom fim de semana!!

Bichinha disse...

É bom ler este bom humor logo pela manhã :)

Catarina - ReceitaseSaboresdoMundo disse...

Ai que rica caldeirada... O que ja me ri contigo hehehe... La vou eu apanhar o aviao, e ver se encontro aquele delicioso peixe que mandaram de volta para o mar rsrsrs.
beijocas

Patrícia disse...

Fico feliz por saber que já saiste do hospital, continuação de boas melhoras e deste humor espectacular.Beijokas