quem vem "prosar" comigo

OBRIGADO PELA VOSSA VISITINHA

O meu mundo perfeito entre os tachos e as panelas, as formas e os tabuleiros, os cheiros das especiarias e as receitas acabadinhas de fazer, o despertar de novos sabores a busca de novos conhecimentos, a partilha do que sei com a aprendizagem do que nao sei...

Sei que nao vou agradar a todos, mas a quem agradar pode entrar, sentar-se um pouco, sentir o cheirinho do cfé acabado de fazer e o borbulhar da agua fervente para um cha aromatizado a gosto.

Sirvam-se de uma fatia de bolo, de uma bolachinha, de um paozinho, de um queque, uma queijada... o que quiserem... fiquem para o almoço ou para o jantar.

Ha sempre o carinho de uma conversa, e na despedida, espero que nos vossos rostos va estampado um sorriso porque encontraram algo que vos agradou!!!

Obrigado!!!





quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Simplesmente EU!!!!

Vou começar este post sem ter um titulo, ainda nao sei o que lhe heide chamar, digamos que nestes ultimos dias a hannah doidinha por cozinha que criou um blog e partiu nesta aventura de publicar algumas receitas e tem encontrado pessoas maravilhosas, se tem misturado muito com a Margarida, a sonhadora a que nao tem limites para a imaginaçao, nao consigo, escrever esta-me na alma e no sangue, viver na irrealidade no mundo dos sonhos como diz a minha mae já faz parte de mim, como eu ja disse num post anterior "eles nao sabem nem sonham, que o sonho comanda a vida e enquanto um homem sonha, o mundo pula e avança como a bola colorida nas maos de uma criança".

Este post é para responder á questao de eu estar num hospital e ter sempre um sorriso nos labios e encarar a vida com garra, contar historias engraçadas, imaginativas, é um facto, a Margarida adora rir, a Margarida tira proveito das pequenas coisas da vida e tem a sua veia humuristica.

A minha saga neste hospital nao começou no dia 13 de Fevereiro, começou ainda em outubro de 2010 (eu espero que uma pessoa de quem eu gosto mto leia este post).

No dia 27 de Outubro depois de almoço deu-me uma dor no hipocondrio direito (do lado direito da barriga), uma dor forte, uma ma disposiçao, suores frios, sensaçao de desmaio, mas eu continuei no meu trabalho, no dia seguinte a dor nao melhorou, a minha urina ja era autentico vinho do porto (estao a ver a cor do vinho do porto), mantive-me no trabalho e deixei passar mais um dia, nao comia porque nao tinha apetite...

No dia 29 de Outubro depois de almoço apanhei o susto da minha vida eu estava cheia de ictericia... Os meus pais agarraram em mim e levaram-me para as urgencias da minha localidade, mandaram fazer um hemograma e as coisas estavam mto mal....

Foi nesta altura que a minha vida deu uma volta de 360º, levei assim sem preparaçao nenhuma sem nada... tens um cancro no pancreas ou no figado... Cenario negro... Cancro no pancreas, meninas sentença de morte aos 37 anos...

Nesse dia eu vi a minha vida por um fio... Vim parar aos HUC imensos exames depois detectaram o meu problema... a visicula cheia de pedras, uma delas saiu e fechou-me o canal biliar e a bilis espalhou-se pelo meu corpo... estive aqui 12 dias, melhorei, mas tive de fazer um exame que me metia medo, tinha de ser posta a dormir... A medica que me estava a seguir nao compreendia o meu medo, era daquelas medicas pouco humanas que marcavam a sua posiçao.

No dia do exame, chorei, chorei mto, tinha medo, tinha medo de adormecer e nao acordar mais, mas acordei, acordei e tive alta no dia seguinte... Mas o tempo que aqui estive senti-me a pessoa mais abandonada do mundo, o meu marido vinha ca, os meus pais vinham ca, todo o mundo vinha ca... mas eu senti-me abandonada, senti-me no meio de uma guerra sem limites entre o meu marido e os meus pais, isto por causa dos meus filhos, de 2 em 2 minutos o meu tlm tocava ou era um ou outro (marido e mae) a ligarem-me a fazer queixas um do outro, eu estava num hospital, precisava de calma, mas deram-me tempestade... fui para casa e.. a guerra manteve-se ate que eu 4 dias depois de ter saido do hospital daqui de coimbra vou novamente para as urgencias de arganil com dores mto fortes nas costas ás 6 da manha, fiz uma infeçao urinaria alta,mas ... ganhei um esgotamento... desmaei, fiz imensos ataques de panico, foi terrivel, ate hoje nunca mais fui trabalhar... tenho estado em casa e andado em psiquiatria!!!

A diferença minha gente começa no dia 30 de novembro, fui chamada para uma consulta de cirurgia (eu ja sabia que ia ser operada tal como fui) e ... entro neste mesmo hospital e me deparo com um medico excelente, uma pessoa fora de serie, alguem que nao tem papas na lingua e nao tem medo de falar, alguem que me tratou por tu desde o primeiro momento e me mostrou que alem de medico é humano alguem com um sentido de humor extraordinario (ainda eu nao conhecia a restante equipa).

Fui para casa mas... ja sabia que se nao fosse em Dezembro ainda a operaçao de Janeiro nao escapava (obvio que nao me iam passar á frente de doentes com cancro, felizmente eu estava medicada e podia esperar em minha casa), mas escapei Dezembro e Janeiro, ate que por ironia do destino vossa excelencia decide operar-me no dia dos namorados, e sabem de uma coisa... nao tive medo, vim calma, vim serena... A equipa que me operou foi... fantastica ... fui para casa e assim que tive febre voltei... sem medo... porque ter medo??? Nao tenho um cancro no pancreas nem no figado mas se tivesse se em 2 pessoas morre 1, eu ia lutar e eu ia ser essa uma que ia ficar boa, deixei de fazer planos mto para a frente, vivo cada dia com os meus sonhos, mas tb aprendi uma coisa... Eu sou mae, eu sou esposa, eu sou dona de casa, eu sou cozinheira eu sou mulher a dias eu sou "doutora"... sou aquilo que todas somos, mas acima de tudo EU SOU MULHER, e começei a olhar para mim como tal, vou beber cafezinho com as minhas amigas, seja onde fôr, passei a cuidar-me, passei a amamr-me a mim, sou chamada de egoista??? Nao faz mal nao deixo de gostar dos meus filhos nem do meu marido por isso, mas eu tb existo, eu tenho uma vida só tenho uma vida... e foi a minha doença que me fez mudar de atitude!!

Hoje?? Hoje escrevo aqui sem medo de sonhar, hoje sou mais eu porque os elogios nao me elevam nem as ofensas me rebaixam, eu sou como sou e nao o que os outros acham, nao escrevo para receber elogios nem louvores, escrevo porque gosto, escrevo porque a escrita faz parte da minha vida, porque sou eu que estou em cada palavra que escrevo, nao... eu so tenho uma vida e esta vida quando chegar ao final eu quero sentir que fiz o que queria, por isso, brinco, invento historias e a minha moral eleva-se porque estou sempre a pensar em novas ideias...

Nao tenham medo de sorrir para a vida... e quando esta nos dá 1000 razoes para chorar damos-lhe nós 1001 para sorrir...

Beijinhos

Margarida

13 comentários:

Atelier Glacê Real disse...

Simplesmente você!
Pessoa forte e frágil, uma lutadora!
Tenho grande admiração por você.
Bj,
Marcela.

Cenourit@ disse...

Parabéns por seres a pessoa que és! :)

Beijocas e rápidas melhoras***

Bichinha disse...

Mas que texto.... nem todas as histórias de vida têm um começo feliz, mas tudo acaba por ficar bem e só depende de nós, de lutarmos por nós e pelos nossos sonhos. Como dizia um amigo meu "se a vida fosse fácil ninguém nascia a chorar". Gostei muito de ler este bocadinho de ti e sabes que mais fazes muito bem em pensar em ti. Eu também sou assim, costumo dizer que gosto muito de mim, e por isso mesmo é em mim que muitas vezes penso primeiro, pois se eu não estiver bem não posso estar bem com os que mais amo. Tão simples quanto isso. O ser humano pode ser tudo o que quiser mas nunca se deve esquecer que é isso mesmo, uma pessoa com vontades próprias, com personalidade e com sentimentos e direito a ser feliz. Um bjinho e volta rápido, és uma valente :)

Catarina - ReceitaseSaboresdoMundo disse...

Hannah,
Gostei muito de ler o teu texto... És uma pessoa, mulher, mãe, esposa e amiga maravilhosa, pelo que pode ver. Eu ja tinha comentado aqui no blog quando estavas no hospital, mas não sabia qual o motivo. Obrigada por te abrires, sabes que as vezes faz bem desabafar. Não acho que sejas egoísta por te cuidares de ti, pelo contrario fazes muito bem. Fazes bem encarar a vida com sentido de humor, eu sei que as vezes e' difícil pois só a pessoa que esta a passar por uma situação como a tua e' que sabe que as vezes bate aquele medo duvidas etc. Mas adoro a maneira que vez a vida.
Mesmo no teu poste de ontem comentei o que me fizes-te rir. Agora tens e' que ter paz para te recuperares logo, as brigas não te vão ajudar. Por isso mama da Hannah e marido nada de porem a minha amiguinha virtual em stress, muita paz e harmonia OK : ) isto e' o que voz peco. Continua a ser a pessoa maravilhosa que és ; ) Como e' bom conhecer pessoas através da net e criar um vinculo afectivo sem conhecer pessoalmente. Olha não ligues aos pontapés gramaticais pois são muitos anos fora de Portugal rsrsrs. Muita forca, vive a vida a cada segundo pois ainda es muito jovem. Se muito feliz pois todos merecemos.

Obrigada por partilhares este texto, foi bom conhecer um pouco mais de ti.

Beijinhos

Célia disse...

Margarida, nunca pares de sonhar, nem de escrever, nem de rir.
Beijinho muito muito grande

Papinha Doce disse...

Margarida,

senti as tuas palavras imenso, sei um pouco pelo que passaste, porque já fui operada duas vezes (motivos diferentes), uma aos 23 anos e outra com a tua idade mais ou menos. A primeira as coisas não correram muito bem e fiquei internada 15 dias, a segunda foi mais simples.
Na primeira ainda não tinha a minha filhota, mas era muito jovem e tive muito medo de morrer, na hora da anestesia. Na segunda, já correu melhor, antes da anestesia o médico conversou comigo e eu deitei pra fora todo o que sentia, aqui já era o medo de deixar a minha filha, mas ele tranquilizou-me e tudo correu bem.
Hoje em dia, tenho 40 anos e sou muito feliz.
Sabes, as grandes mulheres tem sempre muita força.

Muito beijinhos para ti, Margarida
Maria José

Ana Rita disse...

Adoro te!!!!!És um exemplo a seguir...Força MULHER.....

Mtos bjinhos,

Rita

Sofia Apóstolo disse...

Gostei.

Filipa Rouxinol disse...

q força de vontade :D temos sp tendencia em olhar rpara o negativo e de nao valorizar aquilo q realmente deve ser valorizado! e mtas vezes esquecemo-nos q são as coisas mais simples q nos dão força, q nos fazem amar a vida!

força mta força :D bjs**

G de Guloseimas disse...

Texto fantástico! Pessoa fantástica! Atitude mais que fantástica! Que posso dizer? Estou sem palavras! Beijo grande!

Hélia disse...

Margarida, este texto só prova que com determinação consegues tudo o que queres!!
Continua assim com força para ultrapassar as adversidades da vida.

muita força

bjs

Formiguinha disse...

Nunca deixes de ser a mulher que és e nunca desistas de viver a tua vida.:)

Continuas a ser mãe; esposa; filha; etc; mas acima de tudo mulher, e não é uma visícula (marota e cheia de pedra) que te vai deitar a baixo.

Força Hannah e rápidas melhoras!:)

Beijinhos da Formiguinha

TiTó disse...

Gostei muito de ler o teu texto, estás de Parabéns :)
Muita Forças e as tuas rápidas melhoras!

Beijinhos**